Jundiai

Igreja

Pioneiros do Movimento Pentecostal

Daniel Berg
Nascido na aldeia de Vargon (traduzido para o português “Ilha do Lobo”) Suécia, onde viveu até aos dezessete anos de idade.
No final do século XIX e inicio do século XX, o movimento pentecostal crescia na Europa. Naquela aldeia muitas pessoas se recusavam batizar os seus filhos recém-nascidos na igreja católica. Nesta época nascia Daniel Berg, já escolhido por Deus desde o ventre da sua mãe para trazer o movimento pentecostal ao Brasil.
Em 5 de março de 1902, Daniel Berg saia de sua terra natal, assim como outros jovens da sua idade, com destino à América do Norte. Partia do porto da cidade Gotemburgo, passando pela cidade de Hull, Inglaterra, primeira etapa da viagem.

No dia 11 de março de 1902, começavam a segunda etapa da viagem, partindo da cidade de Liverpool. No dia 25 de março do mesmo ano completavam a travessia do Atlântico, chegando a cidade de Boston – América do Norte. Daniel Berg foi trabalhar em uma fazenda, num estábulo, cuidando de cavalos e carroças. Mais tarde transferiu-se para a cidade de Glasport no Estado de Pennsylvania para trabalhar em uma fundição. Um ano depois voltou à Suécia.
Ao voltar à Suécia encontrou o movimento pentecostal em pleno crescimento. As pregações nas igrejas não eram outra coisa se não o batismo com o Espírito Santo. Nesta circunstância brotou no coração de Daniel Berg o desejo de buscar o batismo com o Espírito Santo.
Voltou á América, desejoso de receber o batismo com Espírito Santo. Ao aproximar-se do continente, Jesus respondeu à suas orações. Chegando, foi trabalhar numa casa atacadista de frutas. Durante uma conferência, na cidade de Chicago, conheceu um jovem sueco, de nome Gunnar Vingren. Ao voltar a Suécia encontrou o movimento pentecostal em pleno crescimento, as pregações nas igrejas não era outra coisa se não o batismo com o Espírito Santo, nesta circunstância brotou no seu coração o desejo de buscar o batismo como Espírito Santo.
Voltou a América desejoso a receber o batismo com Espírito Santo, ao aproximar-se do continente, Jesus respondeu as suas orações; chegando, foi trabalhar numa casa atacadista de frutas. Durante uma confêrencia, na cidade de Chicago, conheceu um jovem sueco de nome
Gunnar Vingren.


Gunnar Vingren
Nasceu em Ostra Husby – Suécia, em 08 de agosto de 1879. Seu pai era jardineiro e, sendo crente, educou o filho no evangelho. Aos 9 anos recebeu de Deus a chamada para a obra, tornando-se cheio do Espírito Santo. Aos 12 anos desviou-se, caindo profundamente no pecado até aos 17 anos, quando o Senhor outra vez o chamou o renovando. Aos 18 anos foi batizado nas águas.
Em 30 de outubro de 1903, viajou para a cidade de Gotemburgo, onde embarcou para a cidade de Hull – Inglaterra, continuando de trem para Liverpool, embarcou em um vapor para atravessar o Atlântico, com destino a Boston, seguindo daí para Kansas City; onde foi morar na casa de seu tio Carl Vingren. Em fevereiro de 1904 viajou para St. Louis para trabalhar no Jardim Botânico.

Em outubro de 1904 viajou para Chicago, a fim de cursar 4 anos do seminário teológico Batista. Após os estudos, passou a pastorear a primeira Igreja Batista em Menominee, Michigan, até fevereiro de 1910.
No verão de 1909, Deus o encheu de grande sede de receber o batismo com o Espírito Santo. Em novembro do mesmo ano em uma conferência Batista em Chicago,o Senhor o batizou com o Espírito Santo. Quando voltou para sua igreja em Michigan, começou a pregar o batismo com o Espírito Santo e com fogo. Houve uma divisão na igreja, metade tradicionalista, não aceitaram e outra metade creram na verdade. Os que não creram obrigaram-o a deixar o pastorado da Igreja. Mudou-se para South Bend – Indiana. Todos ali receberam a verdade e creram nela. Como resultado, quase vinte pessoas foram batizadas com o Espírito Santo. Deixou South Bend em outubro de 1910.

A chama pentecostal chega ao Brasil
Um irmão por nome Adolfo Ulldim, tomado pelo Espírito de Deus, trouxe uma palavra de revelação, dizendo que Gunnar Vingren deveria ir para o Pará, cuja língua era o português. Disse também que ele iria casar-se com uma mulher de nome Strandberg, com a qual casou-se mais tarde. Foi até a biblioteca da cidade verificar onde ficava o tal lugar, descobrindo que ficava no norte do Brasil e, realmente, a língua falada era o português.
Em novembro de 1909, em Chicago, quando buscava o batismo com o Espírito Santo, conheceu o jovem Daniel Berg. No ano seguinte Deus falou ao jovem Daniel Berg, que trabalhava em Chicago, viajasse a South Bend, Indiana, onde Gunnar Vingren pastoreava uma igreja, para juntos orarem e louvar o Senhor. Em oração juntamente com o irmão Adolfo Ulldin, Daniel Berg recebeu o chamado para acompanhar Gunnar ao Brasil.

Em 5 de novembro de 1910, partiram de Nova Iorque para Belém do Pará – Brasil. Depois de quatorze dias de viagem chegaram ao Pará, isto é, em 19/11/1910. Daniel Berg foi trabalhar em uma fundição para ganhar dinheiro e Gunnar Vingren estudava a língua portuguesa durante o dia e, à noite, passava para Daniel o que aprendera.
Congregavam em uma igreja batista, sem esconder as verdades sobre o batismo com o Espírito Santo. Seis meses depois deram oportunidade para Gunnar Vingren dirigir o culto. Nessa oportunidade ele pregou sobre o batismo como Espírito Santo. A irmã Celina de Albuquerque, após ter sido curada de uma enfermidade grave nos lábios, continuou orando, buscando a promessa. Não muito tempo depois Jesus a batizou com o Espírito Santo, causando um grande reboliço na igreja.

Em 13 de junho de 1911, dezoito irmãos, por crerem no batismo com o Espírito Santo, foram obrigados a deixar a igreja Batista, passando a congregar na casa da irmã Celina, formando-se aí o embrião da igreja Assembléia de Deus, que atualmente conhecemos.
Em 1º de maio de 1915, Gunnar Vingren chega à cidade de Maceió, Estado de Alagoas, nordeste do Brasil, com objetivo de levar o movimento pentecostal. Voltando a Belém encontra o missionário Otto Nelson, recém-chegado ao Brasil, a fim de ajudar na obra missionária.

Vingren viaja para a América, chegando em Nova Iorque em 8 de agosto de 1915, dia em que completava 36 anos de idade. Esteve nos Estados Unidos até dezembro do mesmo ano, viajando a seguir para a Suécia. Na sua passagem pela América visitou seus irmãos Jonhn e Bengt, e seu tio Carl Vingren. Este foi o primeiro missionário batista na China, agora morando em Minneapolis. Em 1ºde dezembro viaja de navio para Suécia, permanecendo até março de 1917. Nesta viagem Vingren conhece uma irmã, enfermeira, de nome Frida Strandberg, que o Senhor também a chamara para a obra missionária no Brasil. Batizada nas águas no dia 24 de janeiro de 1917, na Igreja Filadélfia de Estocolmo, pouco tempo depois Jesus a batizou com o Espírito Santo.
Vingren volta ao campo missionário em 12 de março de 1917, passando pelos Estados Unidos; em 06 de agosto de 1917 chegou ao campo missionário. Frida Strandberg (futura esposa) viaja para o campo missionário em 12 de junho de 1917, passando pelos Estados Unidos e Rio de Janeiro, com destino ao Pará.

Em 11 de janeiro de 1918 a igreja foi registrada oficialmente com o nome de “Assembleia de Deus”, ganhando personalidade jurídica.No início do século XX, apesar da presença de imigrantes alemães e suíços, de origem protestante e do valoroso trabalho de missionários de igrejas evangélicas tradicionais, nosso país era quase que totalmente católico. Quando Daniel Berg e Gunnar Vingren chegaram ao Brasil, em 19 de novembro de 1910, ninguém poderia imaginar que aqueles dois jovens suecos estavam para iniciar um movimento, que alteraria profundamente o perfil religioso e até social do Brasil, por meio da pregação de Jesus Cristo como o único e suficiente Salvador da Humanidade e a realidade do Batismo com o Espírito Santo e recebimento de dons espirituais. Em poucas décadas, a Assembleia de Deus, a partir de Belém do Pará, onde nasceu, começou a penetrar em todas as vilas e cidades até alcançar os grandes centros urbanos como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Em virtude do seu fenomenal crescimento, os pentecostais começaram a fazer diferença no cenário religioso brasileiro. De repente, o clero católico despertou para uma possibilidade jamais imaginada: o Brasil poderia vir a tornar-se, no futuro, uma nação protestante.

São Paulo e Jundiaí
Daniel Berg iniciou a obra missionária em São Paulo, em 1923, começando pela cidade de Santos, alcançando todo o litoral paulista em pouco tempo. Em 1927 ele sobe a serra, fundando na capital a primeira igreja Assembleia de Deus. No ano seguinte, ele avançou para o interior do estado. Um certo irmão de nome Adolfo, zelador da igreja, convidou-o para que fossem visitar seu irmão Gabriel que morava na cidade de Jundiaí.
Em 1928, quando recebeu em sua casa o seu irmão Adolfo e o missionário Daniel Berg, Gabriel se interessou pelo trabalho da Assembleia de Deus, principalmente pelos testemunhos sobre a manifestação do Espírito Santo na igreja. Aí começava a história da Assembleia de Deus em Jundiaí.