Festividade na AD-Rio Branco

AD-Vila Rio Branco comemora o 49ºAniversário do Templo, Círculo de Oração e Conjunto Ágape

De 11 a 14 de agosto, a Igreja Assembleia de Deus-Congregação da Vila Rio Branco, dirigida pelo presbítero Daniel Martins de Oliveira, estará comemorando o 49º aniversário do Templo, Círculo de Oração e do Conjunto Ágape, dirigidos pelas irmãs Rozana Maria Moraes Martins e Regina Celia Oliveira Teixeira.

O tema escolhido para as festividades está no livro de Gênesis 18.14 "Haveria coisa alguma difícil ao SENHOR? Ao tempo determinado, tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho". A preletora do culto foi a missionária Marlene Santos da cidade de Jarinu/SP, e ministrou a poderosa  Palavra de Deus usando o tema como base da sua pregação.

Destacou: "que tem muita gente trocando o altar de adoração a Deus, por outros deuses, e que somente a adoração ao único Deus levará o crente a vitória e dessa forma, será cumprida as promessas do SENHOR..." Gloria a Deus. A igreja recebeu a Palavra do Senhor glorificando e agradecendo pela presença do Senhor no evento!

A Igreja recebeu muitas Congregações no primeiro dia de festividades, e entre elas as congregações da AD Caxambu, AD Cidade Nova I e a sede Vianelo, que louvaram ao Senhor com lindos hinos de louvores a Deus. Durante a liturgia as irmãs do Círculo de Oração apresentaram um jogral, onde exaltaram o Senhor pelas suas Maravilhas, Milagres, Prodígios...
  
A irmã Maria Aparecida Cardoso Nielsen (irmã Cida), dirigente do Círculo de Oração da sede Vianelo representou a irmã Rute Castro da Silva dirigente geral do Círculo de Oração da AD Jundiaí, na abertura das festividades. Nos dias 12, 13 e 14 a Congregação terá a seguinte programação: dia 12, preletora Fabiana Cardoso Guimarães da cidade de Louveira/SP, dia 13 Pastor Ezequiel da Silva da cidade de Jundiaí e no dia 14 o Pastor Severino Justino Felipe, também de Jundiaí.

A Igreja Assembleia de Deus-Congregação da Vila Rio Branco fica na rua Raul Pompéia, 108 – Vila Rio Branco.
Nas fotos a missionária Marlene Santos, a irmã Maria Aparecida, as congregações louvando ao Senhor, o grupo de Jogral e a igreja repleta de fiéis.