DIP - Domingo da Igreja Perseguida

No dia 11 de junho, a AD-Jardim Caçula,realizou o culto do DIP

 DIP- "Domingo da Igreja Perseguida", é um trabalho interdenominacional  realizado todos os anos pelo "Ministério Portas Abertas". Cujo objetivo e conscientizar as igrejas cristãs no Brasil da perseguição que muitos de nossos irmãos sofrem por sua fé em Cristo Jesus, e ao mesmo tempo estarmos levantando um clamor a DEUS a favor da  vida deles. Esse ano o DIP  foi realizado dia 11 de junho com a participação mais de oito mil igrejas brasileiras ,com o tema : "Juntos pela África". Os cristãos da África enfrentam uma das piores perseguições de sua história. Principalmente em alguns países da África Subsaariana: Eritreia, Etiópia, Mali, Níger, Nigéria, Quênia, República Centro-Africana, Somália, Sudão e Tanzânia.

O continente africano tem enfrentado levantes violentos contra cristãos nos últimos anos. A militância islâmica radical na África é parte de uma corrente ideológica global. A longo dos últimos anos, grupos inspirados no Estado Islâmico (EI) invadiram várias vilas e aldeias de cristãos que foram hostilizados, mas não negaram sua fé. Esses grupos radicais sustentam a mesma ideologia e prática do EI e, em sua maioria, já declararam fidelidade ao Estado Islâmico. 

Uma das prioridades da \"Missões Portas Abertas\" é preparar a igreja africana para a onda de perseguição extremista que está por vir. O Oriente Médio não é o único lugar hostilizado por extremistas. Homens e mulheres são convertidos à força ao islã, comunidades inteiras são desalojadas e igrejas são destruídas. A pressão sobre os cristãos é muito grande, mas eles permanecem firmes.  

"Lembrai-vos dos presos,como se estivésseis presos com eles, e dos maltratados, como  sendo-o vós mesmos no corpo"- (Hebreus:13:3).

A Assembleia de Deus-Congregação do Jardim Caçula, uniu- se as demais igrejas do Brasil,  no dia 11 de Junho de 2017 na realização do DIP. Foi um grande culto de conscientização e oração pela igreja perseguida no Continente Africano. Esteve conosco ministrando a Palavra de Deus, o Pastor Moussa Diabate, natural do Mali, muçulmano convertido ao Cristianismo, que realiza um trabalho a mais de seis anos, juntos aos refugiados vindos dos países africanos, para cidade de São Paulo. Foi um grande culto, Deus falou grandemente em nossos corações.
O Pastor dirigente local, Jorge Antonio da Rosa, e a Irmã Daiane  Ribeiro, que é a representante da Igreja do Jardim Caçula junto ao "Ministério Portas Abertas"  agradecem a todos que participaram desse importante trabalho de conscientização e oração.